Logística de viagem corporativa: quais cuidados tomar?

Copastur bannerPowered by Rock Convert

Para garantir que os deslocamentos das viagens corporativas sejam bem realizados, cabe aos gestores efetuar um gerenciamento logístico com o objetivo de reduzir custos e riscos, otimizar o tempo e proporcionar a maior comodidade possível aos colaboradores em trânsito. E para realizar essa gestão de forma eficiente, o ideal é traçar uma rota. Mas traçar a melhor rota nem sempre é tarefa fácil. Quer saber como gerenciar adequadamente sua logística de viagem corporativa? Então acompanhe agora mesmo nosso post de hoje!

O transporte ideal

São diversos os meios de transporte que podem ser usados na realização de viagens corporativas. E, levando em conta determinados critérios, a escolha é bastante facilitada. Viagens para locais distantes são feitas, em geral, de avião. Já aquelas para lugares mais isolados podem ser realizadas de automóvel. Outras, mais curtas, mas que precisam necessariamente cruzar o mar para se chegar ao ponto desejado, podem ser de barco ou navio — como viagens para ilhas e penínsulas, por exemplo. Além do mais, a escolha do transporte ideal também está relacionada a fatores financeiros, como o valor das passagens ou os gastos com combustível. Vale, então, considerar os veículos que podem ser usados e suas respectivas características. Comece pelos principais:

Carro

Transporte rápido, popular e muito utilizado, principalmente porque permite uma maior liberdade ao usuário, sendo muitas vezes o único possível em viagens de curta distância e em regiões em que o setor de transporte público não é tão desenvolvido. Os custos envolvem a compra ou a locação do veículo e de equipamentos acessórios, como GPS, além de combustível e manutenção. Fora isso, ainda implica em responsabilidade civil e desgaste para o motorista.

Trem

Os trens são bem rápidos e relativamente baratos, mas têm horários determinados pela companhia ferroviária. É preciso comprar passagens com antecedência para garantir lugares e datas. Os trens costumam ser bastante pontuais e, para viagens mais longas, oferecem comodidades aos passageiros, como restaurantes em vagões específicos, cabines para dormir e divisão de espaços por classes.

Avião

Atualmente é o mais veloz, seguro e cômodo meio de transporte existente. E a boa notícia é que as viagens de avião já podem ser realizadas a preços bastante acessíveis, devido às promoções cada vez mais frequentes das empresas aéreas, que buscam maior integração social na venda de suas passagens. É mais aconselhável para longas distâncias e pode oferecer alguns contratempos, como:

  • Atrasos;
  • Restrições na carga;
  • Tempo perdido com conexões;
  • Muitas escalas;
  • Perda de bagagem.

Embarcações

São os barcos, navios e outros transportes aquáticos. Viagens muito longas exigem que os passageiros tomem um maior cuidado sobre o estado da embarcação e os serviços oferecidos. É um meio de transporte lento e sujeito a possíveis contratempos, mesmo que não frequentes. E sabia que hoje já existem cruzeiros corporativos marítimos, com o evento sendo realizado no próprio navio? Não parece uma ótima ideia?

Ônibus

Esse é outro transporte extremamente popular, que oferece certa agilidade e ótima acessibilidade a diferentes locais. Seu preço é bem mais acessível que outros transportes, mas o conforto é significativamente menor — apesar de já existirem ônibus com bastante comodidade. Os riscos de atrasos e contratempos na estrada são altos. A segurança, portanto, não é seu forte. De toda forma, pode ser bem melhor optar pelo ônibus do que pelo automóvel em algumas viagens.

Os contratempos possíveis

Como já demos uma pincelada no tópico anterior, fato é que todos os meios de transporte podem apresentar contratempos. É necessário considerar tudo isso na logística das viagens corporativas. Então veja no que ficar de olho e se prepare:

  • As passagens podem se esgotar;
  • O atraso na saída pode comprometer a presença do passageiro no evento;
  • O atraso do próprio passageiro podem levá-lo a perder o transporte;
  • As distâncias mais longas podem implicar em muitas paradas e atrasos;
  • Os trens e ônibus têm pontos específicos, de forma que equívocos no embarque podem resultar na perda do transporte;
  • A retirada dos passaportes pode demandar mais tempo e preparo;
  • O estado das estradas também podem gerar atrasos;
  • As mudanças de um meio de transporte para outro podem gerar atrasos;
  • Os imprevistos relacionados a acidentes, necessidade de manutenção e desvios, por exemplo, são sempre possíveis.

O investimento logístico

Os gestores têm que se preocupar com o bem-estar, a segurança e a pontualidade de seus executivos e colaboradores de forma geral. Já pensou se os passageiros chegam estressados ao evento? Nesse cenário, a produtividade será muito afetada, causando um fator negativo para a empresa. Por isso, a empresa deve se planejar de modo a fazer com que tudo corra satisfatoriamente para toda a equipe. É importante, por exemplo:

  • No caso de deslocamentos planejados, comprar passagens com antecedência, garantindo não somente a presença de todos, mas aproveitando preços mais baixos oferecidos pelas companhias;
  • No caso de uma viagem de última hora, é preciso agir de forma contrária, esperando mais para que as companhias reduzam o preço a fim de vender as passagens restantes;
  • Sempre que possível, viajar na baixa temporada e no meio da semana, quando a movimentação é menor, economizando não somente com passagens, mas também com hospedagem e alimentação;
  • Sempre pesquisar os horários para conseguir encontrar alternativas econômicas;
  • Na medida do possível, adquirir pacotes promocionais que possam ser aproveitados em viagens corporativas;
  • Sempre pesquisar bastante antes de escolher, investigando bem qual é o melhor meio de transporte a usar, qual a melhor companhia e comparando os preços e as ofertas on-line.

A contratação de experts

Uma empresa especializada na gestão de viagens corporativas tem todo o conhecimento necessário para comandar a logística dos deslocamentos empresariais e traçar a melhor rota para cada caso, liberando os gestores de maiores preocupações e desgastes emocionais. A empresa poderá escolher o melhor tipo de transporte, a melhor companhia, os melhores preços (inclusive obtendo descontos maiores), comprar as passagens no tempo certo e fazer tudo para que todos estejam presentes no evento.

Pense bem: por trabalharem diariamente na área, as empresas especializadas na gestão de viagens corporativas têm uma ligação bem mais estreita com as companhias de viagens, conhecendo os melhores pacotes promocionais, os horários e dias mais viáveis para o deslocamento e inúmeros outros pontos. Dessa forma, será possível fazer um deslocamento com maior segurança, conforto e menores custos, resultando em melhor produtividade da equipe.

Ficou curioso para conhecer uma empresa desse tipo? Venha conhecer a Copastur, uma das maiores empresas de gestão de viagens corporativas do Brasil, que atende a uma gama bem diversificada de mercados e presta serviços de alta qualidade! O que ainda está esperando para entrar em contato?

Sobre o autor

Formado em Administração de empresas e MBA em marketing, possui 15 anos de experiencia no mercado de viagens e ampla vivencia internacional.

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco

sidebar_sucesso_do_cliente

banner protocolo blog

 

We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste