KLM revela como reduzirá sua emissão de carbono em 15%

Copastur bannerPowered by Rock Convert

Com foco em manter a forma para continuar voando pelos próximos 100 anos, a KLM compartilhou suas resoluções sustentáveis para 2020. Entre as soluções da aérea holandesa, estão combustível sustentável, compensação de carbono, integração com o modal ferroviário, catering sustentável e atualização da frota.

Em 2030, a KLM planeja reduzir sua emissão de carbono em 15% comparado a 2005. Para isso, 5% do consumo de combustível da companhia deve ser composto por combustível sustentável de avião (SAF). Assim, a aérea impulsionará a produção sustentável, colaborando ainda mais com os consumidores do Programa Corporativo de Biocombustível da companhia, apoiando pesquisas, e começando novas colaborações.

Quanto à compensação de carbono, a companhia espera contar com a ajuda de todos os passageiros. A partir de agora, a KLM sempre irá mencionar a possibilidade da compensação de carbono junto a suas tarifas. Em 2020, essa opção de pagamento permitirá ao cliente compensar suas emissões de CO2 com apenas um clique no app. A KLM investirá esse valor em um projeto de reflorestamento, que não só ajuda a reduzir as emissões de carbono, como também contribui para a restauração dos ecossistemas naturais e cria emprego para a população local.
A KLM também incentivará viagens de trem. Sim. A companhia aérea disponibilizará a partir do dia 29 de março, um ticket Air & Rail para o trem bala Thalys entre Bruxelas e Schiphol. A companhia começará então a substituir uma conexão de voo diária pela capacidade de assentos no trem. Com o tempo, o número de voos entre Bruxelas e Schiphol será zero.
A aérea holandesa é a primeira a procurar maneiras de servir refeições a bordo usando xícaras, tampas e copos que são coletados e reciclados em um “circuito fechado”. Em dezembro passado, a companhia realizou o primeiro voo teste, de Amsterdã para Vancouver, usando materiais que foram lavados, reciclados e reutilizados. Esse é um grande passo, pois a legislação europeia normalmente exige que todo o material de catering seja descartado após o uso.

Em 2020, a companhia está à procura de uma série de novos passos para avançar na sustentabilidade, incluindo um voo de teste do protótipo Flying V, uma maneira ainda mais sustentável de lavar os motores de aeronaves, e impressão 3D de novas ferramentas para manutenção de aeronaves, produzidas a partir de resíduos descartados durante os voos.

Além disso, a companhia está realizando a eliminação progressiva da frota do Boeing 747, que será substituída nos próximos anos pelo Boeing 777 e pelo 787 Dreamliner. Essas aeronaves mais novas usam menos combustível e emitem menos CO2.

*Fonte: Panrotas

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco

banner podcast saída de emergencia episodio 12 tema Inteligência ou Consciência Emocional?

banner protocolo blog

 

We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste