As viagens corporativas fazem parte da cultura de muitas empresas e são necessárias por várias razões. Por isso, é muito importante conhecer os tipos de remuneração de uma Travel Management Company (TMC) — o tipo de empresa que auxilia no gerenciamento das viagens corporativas e oferece muitos ganhos e facilidades para o negócio.

Pesquisa realizada pela Associação Latino Americana de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev) indica que cerca de 70% das viagens domésticas têm motivação empresarial. Esse alto volume faz com que seja essencial contar com a ajuda de uma TMC para otimizar os custos e melhorar a gestão nas empresas. Além disso, existem vários modelos de cobrança de fee — políticas de remuneração pelos serviços prestados, um aspecto que também deve ser analisado com atenção.

Quer entender mais sobre o assunto? Então, continue a leitura do texto até o final!

Entenda o que é fee em viagens corporativas

Os gastos em viagens corporativas no Brasil totalizaram US$ 30,6 milhões, o que representa um crescimento de 12,7% em relação ao ano anterior. Os dados são do Annual Global Report & Forecast, realizado pela Global Business Travel Association (GBTA).

Entenda as vantagens da remuneração fee em viagens corporativas:

  • para as TMCs, representa um aumento nas possibilidades de lucro;
  • para as empresas, possibilita a escolha de um modelo de remuneração calculado a partir de serviços prestados.

Pelo modelo de fee, a empresa de gestão é remunerada pelos clientes, não mais pelos fornecedores. Assim, a comissão é repassada aos clientes. Isso significa que a cobrança é feita pelos serviços, ou consultoria, e não mais apenas pela venda de bilhetes, reservas etc.

Os modelos de fee são diversos e estabelecidos pelo mapeamento de custos. A escolha deve se basear na garantia da melhor satisfação do cliente, como uma solução ofertada pelas agências de viagem corporativa.

Conheça os tipos de remuneração das TMCs

Uma fee representa a forma de remuneração de viagens no segmento corporativo. A escolha acertada pode até mesmo possibilitar uma significativa redução de custos para os seus negócios. Veja a seguir os principais modelos.

Transaction fee

Transaction fee, ou taxa por transação, é um método de cálculo por meio do qual o cliente remunera a agência por operação efetuada, em determinado período, cobrindo todos os custos previamente definidos. A esse valor é acrescida uma taxa de rentabilidade.

O cálculo dessa taxa é estruturado em cima do perfil e do volume do cliente. Dessa forma, em cada serviço feito ou documento emitido, existe a incidência de uma transaction fee. Mas o comportamento dos preços varia de acordo com a estratégia de cada empresa, o perfil de atendimento, a complexidade e a exigência de cada projeto.

O modelo de transaction fee é bastante simplificado e muitas vezes considerado vantajoso para ambas as partes.

Flat fee

No caso da flat fee, ou taxa fixa, são considerados os mesmos dados de estruturação de preço da transaction fee, sempre de acordo com as demandas do cliente. No entanto, a proposta de remuneração é feita por meio de um valor fixo mensal que cubra todos os custos.

Nesse sistema de remuneração, estão incluídos custos fixos e variáveis, diretos e indiretos, além da taxa de gerenciamento.

Mixed fee

Em mixed fee, ou taxa mixta, é realizada uma combinação de dois modelos de remuneração. Geralmente, são aplicados os custos diretos em um modelo e os indiretos em outro — além da taxa de gerenciamento.

A opção é adequada para suprir uma demanda de atendimento mais complexa, por permitir uma distribuição mais justa entre as partes.

Success fee

Um modelo de remuneração que começa a ficar em evidência no Brasil, por atrair a atenção dos clientes, é o success fee, ou taxa por sucesso.

A cobrança é feita a partir de indicadores acordados em contrato, que têm como meta a redução ou otimização das receitas dos clientes. Quando essas metas são alcançadas, durante um período de tempo prestabelecido, a agência recebe um bônus ou um percentual sob aquele Key Performance Indicator (KPI) da viagem corporativa.

Este caso pode ser aplicado, por exemplo, quando há um processo de concorrência. O cliente fornece os dados abertos (comportamento, perfil, volume etc.) para que a agência avalie o quanto o cliente pode economizar.

Em sucess fee, os contratos costumam ser compostos por duas fases, uma que inclui os custos diretos e indiretos, e outra atrelada aos KPIs.

Management fee

Management fee, ou taxa por gestão, é cobrada a partir do gerenciamento por percentual pré-fixado, proporcional ao custo do cliente. Inclui desde os custos fixos aos variáveis, além dos diretos e indiretos e a taxa de gerenciamento.

Rebate

No modelo rebate — cada vez menos utilizado no mercado — é aplicado um desconto das taxas de remuneração. Trata-se de um percentual que a agência devolve ao cliente pela comissão e taxa DU, ou Repasse a Terceiros.

Remuneração por taxa DU ou comissão

Para a prestação de serviços por parte de uma gestora de viagens corporativa pode ser utilizado o modelo de remuneração por taxa DU ou comissão. Nessa modalidade, a remuneração é realizada pelos fornecedores, e não pelos clientes, como acontece em fee.

Taxa DU

A cobrança das taxas DU, ou Repasse a Terceiros, é aplicada nos cenários de companhias aéreas. DU representa o custo de 10% embutido no valor do bilhete do cliente, que será repassado para as empresas de gestão de viagens corporativas com redução de impostos. A cobrança é realizada pela própria companhia.

Comissão

A comissão, por sua vez, é paga pelos fornecedores de locação de veículos e hotelaria. O mercado hoteleiro remunera as agência e outros brokers do mercado por meio de comissionamento.

Tarifa Net

É importante lembrar que quando se fala de fee o agente isenta o cliente da taxa DU e também da comissão. Sendo assim, a taxa DU ou comissão está atrelada à tarifa Net — relativa a cobranças não comissionadas, utilizadas por empresas de viagens corporativas. Nesse caso, a taxa de serviço é paga pelo próprio cliente, por intermédio da agência.

As viagens corporativas são uma poderosa ferramenta de relacionamentos. Os formatos de remuneração de uma empresa especializada em gestão como foco no setor são muitos e devem ser avaliados para que a escolha seja adequada ao perfil da empresa.

O que acha? Está preparado para tomar a melhor decisão?

Agora que você já conhece os tipos de remuneração das TMCs, confira o conteúdo que preparamos sobre política de viagens corporativas!

Sua empresa também precisa de uma gestão inteligente de viagens

Entre em contato para contratar nossos serviços:

Fale Conosco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *