Brasil tem o 19º passaporte mais poderoso do mundo em ranking atualizado de 2023

Compartilhe este conteúdo:

O passaporte brasileiro ficou entre os 20 mais poderosos do mundo no terceiro trimestre de 2023, de acordo com ranking atualizado do Henley Passport Index, produzido pela Henley & Partners, empresa global de consultoria em cidadania e residência, com sede em Londres, no Reino Unido, baseada em dados da Associação Internacional de Transporte Aéreo (Iata). A classificação é feita de acordo com o número de destinos que seus titulares podem acessar sem visto prévio.

O índice inclui 199 passaportes e 227 destinos de viagem, dando aos usuários a informações mais amplas e confiáveis sobre seu acesso global e mobilidade. Com dados históricos abrangendo 18 anos de análises especializadas regularmente atualizadas sobre as últimas mudanças no poder do passaporte, o índice é um recurso para os cidadãos globais e uma ferramenta de referência padrão para políticas governamentais nesta área.

“Brasil subiu uma colocação, de 20º para o 19º passaporte mais poderoso do mundo, embora com uma pontuação menor em relação ao último estudo (de 170 para 168 pontos)”

E no ranking mais atualizado de 2023, referente, portanto, ao terceiro trimestre, um país asiático continua liderando a lista dos passaportes mais poderosos, como é o caso de Singapura, com um score de 192 pontos. No entanto, ele é seguido logo por uma série de países europeus, como Alemanha, Espanha e Itália, que ficam empatados na segunda colocação, com 190 pontos. Na terceira colocação, com 189 pontos, estão Áustria, Finlândia, França, Japão, Luxemburgo, Coréia do Sul e Suécia.

Em relação ao ranking divulgado no começo do ano, o Brasil subiu uma colocação, de 20º para o 19º passaporte mais poderoso do mundo, embora com uma pontuação menor em relação ao último estudo (de 170 para 168 pontos). Estávamos empatados com a Argentina, que, desta vez, ficou na 18ª colocação do ranking, com 169 pontos, um a mais do que o Brasil. São os dois únicos países da América do Sul a fazer parte do Top 20 do ranking.

“Com essa pontuação, os brasileiros podem visitar 169 países, de um total de 227, sem a necessidade do visto”

Em outras palavras, com essa pontuação, os brasileiros podem visitar 169 países, de um total de 227, sem a necessidade do visto. O país líder, que é Singapura, por exemplo, permite que seus cidadãos visitem 192 destinos de viagem de 227 em todo o mundo sem visto. O ranking deste terceiro trimestre de 2023 também ficou marcado pela primeira vez, em cinco anos, que o Japão foi despachado do primeiro lugar.

Alemanha, Itália e Espanha subiram para o segundo lugar com acesso sem visto a 190 destinos, enquanto Japão, Áustria, Finlândia, França, Luxemburgo, Coreia do Sul e Suécia ocupam o terceiro lugar com acesso a 189 destinos sem visto prévio. O Reino Unido está subindo, após um declínio de seis anos, duas posições para o quarto lugar pela primeira vez desde 2017. Enquanto isso, os Estados Unidos continuam a cair no índice, do sexto para o oitavo, com acesso livre a apenas 184 destinos

Os Emirados Árabes Unidos (EAU) foram um dos que mais cresceram na última década, adicionando 107 destinos à sua pontuação de isenção de visto desde 2013, subindo 44 lugares no ranking nos últimos 10 anos, do 56º ao 12º lugar. No outro extremo do ranking, o Afeganistão ocupa o último lugar no índice, com uma pontuação de isenção de visto de apenas 27 países. Iraque (29) e Síria (30) completam os três últimos passaportes.

Fonte: Mercado & Eventos

Posts Relacionados

Rolar para cima