Volume de vistos norte-americanos emitidos no Brasil bate recorde em agosto

Os Estados Unidos emitiram 125,7 mil vistos para brasileiros em agosto, o maior volume já registrado para um mês desde o início da série histórica, em 2017. O montante representa um salto de 18,5% sobre as emissões de julho e de 62,3% em relação a agosto de 2022, de acordo com dados fazem parte de um levantamento realizado pelo escritório de advocacia imigratória AG Immigration a partir de informações do Departamento de Estado americano.

A quantidade inédita de vistos para brasileiros é reflexo das medidas adotadas pela Embaixada e os Consulados dos EUA no Brasil, no final do ano passado, para ampliar o atendimento. Hoje, o Departamento de Estado americano contratou mais oficiais consulares para o Brasil e inclusive passou a realizar atendimentos aos sábados, além de estender os horários. Com isso, os sete maiores volumes mensais de vistos emitidos para brasileiros foram registrados em 2023, com o recorde agora em agosto.

“Temos visto um movimento muito forte de ida aos EUA, seja de maneira temporária ou permanente. A tendência, pelo que observamos, é que essa demanda continuará forte em 2024, uma vez que as filas para emissão do visto de turismo, que é o mais popular, estão diminuindo gradativamente”, explica o CEO da AG Immigration, Rodrigo Costa.

Em agosto, o Brasil foi o segundo país que mais recebeu vistos americanos, em uma rara ocasião em que ficou à frente da Índia, que teve 101 mil autorizações no mês. No topo da lista, como de costume, está o México, com 197 mil vistos recebidos. Completam ainda as cinco primeiras colocações a China (50,1 mil) e a Colômbia (42,3 mil).

TIPOS DE VISTO

De todas as emissões em agosto para brasileiros, 96% (120 mil) são referentes ao visto de turismo (B1/B2). Ele é seguido pelo J-1 (visto de intercâmbio), com 797 autorizações no mês, e o F-1 (de estudante), com 648. Entre os vistos imigratórios – aqueles que concedem ao beneficiário a residência permanente nos EUA, o chamado “green card” –, os mais emitidos em agosto foram o IR-5 (93), para pais estrangeiros de cidadãos americanos, o EB-2 (82), destinado a profissionais com habilidades acima da média, e o IR-1 (49), voltado para cônjuges de cidadãos estadunidenses.

ACUMULADO

No acumulado dos oito primeiros meses de 2023, já são 778,8 mil vistos emitidos para brasileiros – volume praticamente idêntico às 815 mil emissões do ano de 2022 inteiro. Se a média de 97,3 mil autorizações continuar até dezembro, o ano deverá fechar com 1,16 milhão de vistos concedidos a nacionais do Brasil, maior número da história. O ano fiscal americano de 2014 foi o que registrou a maior quantidade de emissões para brasileiros: 1,088 milhão, média de 90,6 mil por mês.

No geral, a Embaixada dos Estados Unidos já vinha fazendo tudo que pode para diminuir o tempo de espera para a emissão do primeiro visto de Negócios e Turismo (B1/B2). Já ampliou equipe, faz hora extra, abriu expediente aos sábados, abriu um novo centro de entrega de vistos no Recife e ainda ampliou o tempo para a renovação. Recentemente, o Consulado dos EUA confirmou ao M&E que está emitindo mais de 6 mil vistos por dia no Brasil.

SÃO PAULO LIDERA

O consulado paulistano é hoje o posto que mais processa vistos americanos no mundo. Somente neste ano já foram emitidos mais de 500 mil vistos no Brasil nos consulados e embaixada. O objetivo é que esse número ultrapasse um milhão até o final do ano, o que seria um recorde histórico.

Fonte: Mercado & Eventos

Compartilhe este conteúdo:

Posts Relacionados

Rolar para cima