ESG Sustentabilidade — Sua Empresa Aplica Esse Conceito?

Já ouviu falar em ESG sustentabilidade? A sigla em inglês significa Environmental, Social and Governance, o que em português seria: Ambiental, Social e Governança. O conceito é bastante utilizado em empresas que desenvolvem práticas sustentáveis e também como um critério para investimentos.

Ou seja, os investidores não analisam somente os índices financeiros, mas também os fatores ambientais e estratégias de sustentabilidade das organizações.

Inclusive, uma gestão mais sustentável gera uma operação mais econômica e focada na gestão de riscos – o que, em consequência, garante resultados melhores ao longo do tempo.

Continue lendo para entender melhor sobre o tema. 

 

O que é ESG e qual  sua relação com a sustentabilidade?

Como vimos, ESG e sustentabilidade estão interligados e apontam para um conjunto de critérios ambientais, sociais e de governança. No mercado de capitais, é um dos principais termos para definir um investimento responsável.

Existem várias métricas dentro do conceito para ajudar a identificar os aspectos sociais, tecnológicos, políticos, ambientais e econômicos de um negócio e o quanto são sustentáveis.

Para entender melhor ESG e sustentabilidade, veja cada um dos seus três pilares:

E – Environment (Ambiental/Meio Ambiente)

É a forma como as empresas gerenciam seus impactos ambientais e as consequências para a sociedade e o planeta, como a emissão de CO², emissões diretas de fontes próprias ou controladas, emissões indiretas da geração de eletricidade, vapor, aquecimento e resfriamento consumidos pela empresa e quaisquer outras emissões indiretas da empresa.

S – Social

Esse critério é relacionado a forma como a organização lida com as pessoas dentro e fora da empresa, ou seja, como ela impacta os colaboradores, clientes e a comunidade em geral e se contribui para a inclusão e diversidade, que são fatores essenciais para um futuro sustentável. 

Além disso, são considerados: 

  • a satisfação dos clientes;
  • respeito aos direitos humanos;
  • boas condições de trabalho;
  • proteção de dados e privacidade;
  • entre outros.

Em eventos corporativos, por exemplo, a empresa deve analisar os aspectos sociais, ambientais e econômicos. Nesse sentido, a Copastur inclui todos esses critérios de sustentabilidade no planejamento dos eventos.

G – Governança

Está relacionado a como as empresas devem se manter em conformidade legal (compliance), garantindo transparência e as melhores práticas do setor, além do diálogo com os reguladores. É o sistema interno de controles, práticas e procedimentos para governar e tomar decisões eficazes. São considerados os aspectos de:

  • liderança;
  • composição de conselhos;
  • compensação de executivos;
  • se há corrupção;
  • lobby;
  • contribuições ou doações políticas;
  • etc.

Sendo assim, o ESG e a sustentabilidade caminham juntos para atingir metas de proteção ao meio ambiente e combate às mudanças climáticas. Dessa forma, influenciam tanto o público geral como os stakeholders/investidores.

A Copastur aplica esse conceito em nossas soluções para as empresas. Quer saber como? Leia o Tripé da Sustentabilidade em Eventos Corporativos

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco
We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste