Afinal, qual é a relação entre liderança e motivação dos funcionários?

Existem muitos elementos envolvidos na motivação de uma equipe: desde o estado de espírito de cada colaborador até as políticas de gestão de pessoas que a empresa implementa. Neste amplo aspecto de possibilidades, existe uma relação de extrema importância: liderança e motivação.

Estamos falando do papel essencial que os líderes empresariais têm na manutenção da motivação dos profissionais que formam a equipe. Não existe automotivação suficiente nem melhores práticas de gestão de pessoas sem um líder consciente de sua missão de orientar e direcionar o time rumo aos resultados esperados.

A pergunta que queremos responder no post de hoje é: qual a relação entre liderança e motivação? Também quer saber? Continue a leitura!

O papel do líder na motivação da equipe

Imagine uma empresa listada como uma das melhores do mundo para se trabalhar. O setor de gestão de pessoas trabalha arduamente para promover um ambiente de trabalho saudável, produtivo e feliz. Mas existe aquele profissional que está num cargo de liderança que ainda não entendeu o espírito da coisa.

Ele centraliza a informação e só a compartilha quando realmente necessário; guarda para si todos méritos pela conquista da equipe; tem o costume de denegrir a equipe diante da diretoria para justificar sua alta carga de trabalho. Para ele, o único profissional que trabalha na empresa é ele mesmo.

Os reflexos são perceptíveis: baixa autoestima da equipe, alto índice de absenteísmo, desmotivação e turnover. Um impacto que nenhuma empresa que pensa nos funcionários gostaria de ter.

Agora imaginemos que esse profissional que ocupa um cargo de liderança seja substituído. Em seu lugar entra um profissional que acredita na horizontalização da organização, no compartilhamento de responsabilidades, na troca de conhecimento e no trabalho em conjunto.

Ele está sempre disponível para a equipe, orienta, ajuda nas tarefas mais difíceis, atua como intermediador entre equipe e gestão de pessoas, buscando sempre a satisfação pessoal e profissional dos liderados.

Cada conquista é comemorada em equipe, os profissionais são valorizados por seus feitos, recebem elogios em público e são orientados no particular. A comunicação flui como nunca, e a colaboração passa a ser a alma desse time.

Automaticamente uma mudança se opera neste setor: as pessoas se sentem mais felizes em ir trabalhar, os sorrisos voltam a aparecer, as faltas caem para praticamente zero e ninguém quer deixar o setor, pelo contrário, outros colaboradores estão pleiteando uma vaga ali.

Sentiu a diferença? Essa pequena história serviu para ilustrar como a liderança faz diferença na vida de uma empresa. Agora vamos ver como um verdadeiro líder chega lá?

Metas compartilhadas

Toda empresa espera resultados, isso é fato. Mas existem duas maneiras de trabalhar com isso: impondo índices inalcançáveis e culpando a equipe por não atingir aquilo que foi determinado ou analisando o histórico da empresa, conversando com o time e estipulando as metas em conjunto.

Quando as pessoas participam das decisões, se sentem mais capazes e comprometidas com os resultados da organização. O papel do líder não é impor nada, mas orientar a equipe rumo ao que ela acredita ser possível de superar.

Facilidade nas relações

Ser líder não é se isolar em uma sala apartada do restante da equipe e marcar hora para falar com cada membro do time. É estar entre as pessoas, interagir a todo momento, criar um ambiente onde a troca de conhecimento seja constante.

Observar as ações e reações do time para facilitar as relações interpessoais é um dos grandes diferenciais de um bom líder. O resultado? Equipe unida e produtiva, profissionais que entendem e respeitam as diferenças.

Feedback constante

Existe uma diferença enorme entre avaliação de desempenho e feedback, no entanto, muitas empresas ainda confundem esses dois conceitos. Chamar um profissional para uma conversa particular e avaliar sua produtividade, eficiência, atingimento de metas, é avaliação de desempenho.

O feedback acontece de maneira natural e recorrente, não só do líder para os liderados, mas dos liderados para o líder e de profissionais para profissionais. Ele pode acontecer a qualquer momento e tem o intuito de alertar as pessoas para um bom ou mau comportamento.

Por exemplo: um profissional fez um bom trabalho e recebe um elogio do colega de trabalho; um profissional é ríspido na resposta a um colega de trabalho e recebe um “toque” do líder quanto ao comportamento inadequado. Isso é feedback.

Para que o feedback seja uma prática constante, é necessário que a equipe esteja com o relacionamento interpessoal em dia e a comunicação funcionando perfeitamente. Caso contrário, acontecem os ruídos, que acabam prejudicando esse processo essencial para uma empresa com liderança e motivação em alta.

Eventos de relacionamento

Médias e grandes empresas podem enfrentar dificuldades no relacionamento entre funcionários devido ao tamanho, às diferenças de horários, setores e responsabilidades. Isso não significa que você deva deixar as coisas como estão.

Eventos de relacionamento são uma boa forma de reunir todos no mesmo lugar, fazer com que as pessoas se conheçam, troquem ideias e experiências. Na entrada de novos colaboradores, faça eventos de integração; mensalmente, reúna as equipes em um happy hour, um brunch ou uma comemoração de aniversariantes do mês.

Encontre motivos para que as pessoas se reúnam e crie a cultura de compartilhamento. Unir-se à gestão de pessoas para fazer job rotations é outra forma de integrar a equipe e reforçar o valor de cada profissional dentro da empresa.

Programas de incentivo

Engana-se quem pensa que liderança e motivação acontecem espontaneamente. As pessoas precisam de estímulos, de desafios a serem superados, de expectativas de crescimento profissional.

Você pode fazer uso de programas de incentivo para manter sua equipe motivada, produtiva e comprometida com os resultados da empresa. No setor de compras, por exemplo, um dos objetivos primordiais é a redução de custos.

Crie um programa de incentivo que dê uma premiação para aqueles colaboradores que trouxerem ideias inovadoras para reduzir os gastos, as quais sejam aceitas e implementadas pela empresa. Compartilhe uma porcentagem dos recursos economizados com sua equipe, para que ela se sinta recompensada pelo esforço. Ideias para manter liderança e motivação alinhadas não faltam!

Gostou desse post! Curta nossa página no Facebook e acompanhe novos conteúdos!

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco
We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste