Alterar Voo Pouco Tempo Antes da Viagem Corporativa — Como Proceder?

Ainda que uma viagem corporativa tenha um ótimo planejamento, imprevistos podem ocorrer e, em certos casos, há a necessidade de alterar voo muito em cima da data de embarque. Essa é uma possibilidade que precisa estar no radar de todos os envolvidos na viagem, e as principais regras precisam ser conhecidas previamente para evitar problemas.

Neste artigo, daremos algumas dicas para que você saiba como proceder se isso acontecer, ganhando mais tempo e sem maiores prejuízos para o budget da viagem e dos viajantes. Confira!

Procedimentos para alterar voo em viagens corporativas

Alterar voo, independentemente da ocasião ou da razão da viagem, é um direito oferecido aos passageiros, salvo alguns casos específicos, sobre os quais falaremos adiante. O primeiro ponto que merece atenção aqui, é se vale a pena antecipar o voo ou se realmente é necessário remarcá-lo.

Isso porque a antecipação, quando feita no dia da viagem, é gratuita em alguns casos. Porém, vale ressaltar que as regras de cada cia aérea mudam e precisam ser checadas no ato. Já a remarcação do voo dificilmente está isenta de cobranças, a não ser em tarifas determinadas, que permitam remarcações sem custo, escolhidas no ato da compra da passagem.

Na prática, alterar voo não é uma tarefa difícil. Normalmente, os sites e apps das próprias companhias tem essa opção quando você acessa os seus voos. Agora, se sua empresa conta com o suporte de uma agência de viagens especializada, deixe esse trabalho por conta do seu parceiro, que fará o melhor trabalho para evitar qualquer despesa desnecessária e dará a orientação correta para cada caso.

É possível alterar voo com pouco tempo de antecedência?

Sim. É possível. Entretanto, vale informar que quanto mais próximo da data de embarque, maior a chance de pagar mais caro pela passagem. Dessa forma, qualquer alteração, correrá o risco de ter custo elevado e trazer surpresas negativas para o viajante ou comprador. .

Isso é um grande problema nestes casos, pois uma das principais taxas cobradas para alterar voo é a diferença de tarifa, ou seja, o valor que precisará ser pago , em adicional ao que já foi gasto com a passagem, para cobrir o restante até chegar ao preço atual — essa quantia pode ser muito expressiva, principalmente se as tarifas no ato da compra eram promocionais.

Dessa forma, se a empresa tem uma política de viagens com parâmetros pré estabelecidos, para compra de menores tarifas, por exemplo, essa regra desvia o objetivo da empresa, de efetuar compras com menores preços e manter o controle do budget de viagens.

Outro detalhe é que, apesar de não haver uma regra clara para essa situação, é essencial realizar a remarcação com pelo menos 1h de antecedência para voos domésticos e 2h para viagens internacionais. Lembrando, que no ato da alteração, as regras aplicadas serão as vigentes no momento..

Deixar para fazer em cima da hora, pode gerar no-show, principalmente se o check in já tiver sido efetuado,, o que fará com que seja necessário pagar outras taxas para alterar voo. Exemplo: no-show, reembolso (se a passagem comprada for reembolsável).

Quer entender mais sobre como podemos ajudá-lo a lidar com viagens corporativas e alterar voo? Confira os serviços da Copastur!

Compartilhe este conteúdo:

Posts Relacionados

Rolar para cima