Buffet para eventos corporativos: tipos e como escolher11 min restante

Compartilhe este conteúdo:

A seleção do buffet para eventos corporativos é uma das principais preocupações que o organizador tem durante a etapa de planejamento de um evento.

Além de oferecer uma seleção de alimentos e bebidas de alta qualidade, que atendem a diversos gostos e restrições alimentares, o buffet contribui para o ambiente social, incentivando o networking e as interações entre os convidados. 

A apresentação e o serviço impecável do buffet refletem diretamente a imagem da empresa organizadora, demonstrando cuidado e atenção aos detalhes. Por isso, um buffet bem planejado e executado pode elevar significativamente o sucesso do evento, deixando uma impressão duradoura nos participantes.

Se este é um assunto que deixa você em dúvida, não perca este post! Nós vamos contar o que precisa ser levado em consideração para escolher o tipo de buffet mais adequado e garantir o sucesso do seu evento. Continue a leitura!

Como escolher o tipo de buffet?

Dependendo do propósito do evento, seu público cria expectativas diferentes. Portanto, é fundamental pensar em suas características para escolher a opção que melhor corresponde à ideia que a empresa deseja transmitir. Abaixo listamos os principais fatores que precisam ser considerados na escolha do buffet para eventos corporativos.Confira:

Objetivo do evento

Os eventos empresariais englobam uma série de confraternizações que vão desde o lançamento de um produto ou um treinamento para colaboradores, passando por workshops e seminários, até chegar às já tradicionais festas de fim de ano da empresa. Levando em conta que algumas dessas ocasiões são mais formais que as outras, a organização deve se adequar. E é claro que o cardápio deve acompanhar essas mudanças!

Em solenidades de confraternização ou comemoração, como os convidados disporão de mais tempo, o buffet pode ser mais elaborado. Nesse caso, que tal apostar em um jantar completo ou mesmo em menus temáticos (de comida mexicana ou japonesa, por exemplo)?

O importante é guardar que, na hora de escolher a tônica da celebração, vale a pena se atentar para o objetivo do evento. Esse cuidado serve até mesmo para que a empresa possa aproveitar a oportunidade para fornecer produtos personalizados, se for o caso — como copos e embalagens com seu emblema, por exemplo. 

Quantidade de comida

Outro cuidado que não pode ser deixado de lado na hora de escolher o buffet para o evento corporativo, se refere à quantidade de alimentos que será oferecida. Nesse caso, será preciso considerar principalmente 3 variáveis: número de participantes, tempo de duração do evento e o tipo de cardápio.

Certamente, o número de convidados e o tempo em que permanecerão no local são as variantes de maior influência na definição das quantidades oferecidas, mas o tipo de menu também não deve ficar de fora dessa análise. Afinal, existem alimentos que promovem mais saciedade que outros.

Além do mais, também não se pode deixar de observar a proporcionalidade dos sólidos e líquidos. Pense bem: ninguém merece esperar pela reposição de água ou de suco enquanto come um pedaço de pão ou alguns sequilhos! Oferecer alimentos variados também é mais que indicado, inclusive para contemplar pessoas com algum tipo de intolerância alimentar ou que sigam um cardápio mais restritivo por qualquer outro motivo.

Procedência dos alimentos

Essa dica é de absoluta relevância para assegurar o sucesso do seu evento. Mesmo antes de decidir o menu a ser servido, é importante se atentar para a procedência dos alimentos oferecidos, escolhendo com o máximo de atenção a empresa que os fornecerá e o profissional encarregado de prepará-los. Alimentos de má qualidade podem causar sérios riscos à saúde. E você não quer ver seus convidados passando mal, certo?

Servir ou não bebidas alcoólicas

Servir ou não bebidas alcoólicas no buffet para eventos corporativos: eis a questão. Aqui cabe apenas uma dica: observe o tipo e o objetivo do evento. Não é aconselhável oferecer bebidas alcoólicas em palestras, seminários, workshops ou demais treinamentos, pois, nesses casos, os convidados devem estar mais concentrados e atentos às exposições. Além do mais, é bom lembrar que, como o objetivo não é festejar, é bem provável que muitos participantes tenham que voltar para casa dirigindo.

Por outro lado, se o evento empresarial for uma celebração mais informal e descontraída, não haverá mal algum em brindar com seus convidados com uma cervejinha ou um bom vinho. Ao contrário, a turma ficará ainda mais animada!

Local do evento

O local escolhido para um evento corporativo pode influenciar significativamente o tipo de buffet oferecido. Espaços sofisticados, como hotéis de luxo ou centros de convenções, geralmente requerem buffets mais elaborados, com uma variedade de pratos gourmet e opções de bebidas finas para atender às expectativas de um público exigente. 

Por outro lado, locais mais informais, como escritórios ou espaços ao ar livre, podem permitir uma abordagem mais casual e prática, com opções de buffet self-service ou finger foods que facilitam a interação entre os participantes. 

Além disso, a infraestrutura do local, como a disponibilidade de cozinhas equipadas e áreas de serviço adequadas, também pode determinar a viabilidade de certos tipos de buffet, influenciando diretamente na escolha do cardápio e na forma de serviço.

Leia também o post sobre logística de eventos

Duração

Eventos mais curtos, como reuniões de negócios ou seminários de poucas horas, geralmente se beneficiam de opções de buffet mais leves e práticas, como coffee breaks ou coquetéis, que permitem uma rápida interação e continuidade das atividades sem interrupções prolongadas. 

Em contrapartida, eventos de longa duração, como conferências ou workshops de dia inteiro, requerem uma abordagem mais robusta, incluindo refeições completas como almoços ou jantares, para garantir que os participantes permaneçam bem alimentados e energizados ao longo do dia.

Horário 

Aqui está outro ponto que merece atenção. As características de uma reunião realizada pela manhã são completamente diferentes de um jantar, por exemplo. Eventos realizados pela manhã, como reuniões de café da manhã ou brunches, geralmente exigem um buffet com opções leves e energéticas, incluindo frutas frescas, pães, queijos, sucos e café, para iniciar o dia de forma produtiva.

No período da tarde, durante almoços corporativos ou sessões de networking, um buffet mais substancial com pratos quentes, saladas variadas e sobremesas leves é ideal para proporcionar uma pausa revitalizante sem causar sonolência. Já eventos noturnos, como jantares de gala ou coquetéis de encerramento, demandam uma seleção mais sofisticada e diversificada, incluindo entradas elegantes, pratos principais elaborados e uma variedade de bebidas, criando uma atmosfera de celebração e networking descontraído.

Perfil dos convidados

Acionistas, clientes, funcionários: cada público tem um perfil e o tipo de refeição deve ser compatível com essas expectativas.

Convidados de diferentes faixas etárias, origens culturais, preferências alimentares e restrições dietéticas exigem uma seleção diversificada e inclusiva de alimentos. Por exemplo, um evento com participação internacional pode necessitar de opções culinárias que atendam a paladares variados, incluindo pratos vegetarianos, veganos, sem glúten e halal. 

Convidados de alto escalão ou executivos podem esperar uma apresentação mais sofisticada e pratos gourmet, enquanto eventos mais descontraídos podem se beneficiar de um buffet mais casual e interativo, como estações de comida ou food trucks.

Confira o post sobre orçamento de eventos

Quais são os tipos de serviço?

A escolha do buffet pode variar de acordo com a formalidade, a sofisticação, o tipo do evento e também interfere na definição do cardápio, devido à disposição dos convidados e à presença ou ausência de utensílios, etc. Abaixo listamos os principais são:

Buffet americano

Consiste no sistema conhecido como self-service. Os alimentos são dispostos em uma ou mais mesas grandes, e cada convidado se serve de acordo com suas preferências.

As variações desse sistema são que as pessoas podem tanto se servir e voltar para suas mesas de origem ou permanecer em pé, ao redor da mesa, enquanto degustam pequenos salgados e doces.

Como você pode perceber, nesta última abordagem é necessário que o evento seja bastante informal. Normalmente, são servidos petiscos, canapés e outros alimentos consumidos apenas com o auxílio das mãos, sem a necessidade de talheres ou louça.

Coquetel

Embora o cardápio seja muito parecido com o do buffet americano, neste caso os garçons passam entre os convidados com as bandejas, oferecendo os alimentos e bebidas.

A recomendação é que ele seja utilizado em momentos mais formais, já que transmite a ideia de requinte. No entanto, como é indicado para situações em que as pessoas estão em pé, as porções devem ser pequenas, e os convidados também se servem com as mãos.

Buffet à francesa

Este é o estilo mais requintado de todos, e portanto mais formal. Enquanto os convidados permanecem em mesas, eles recebem os pratos já completos e oferecidos pelos garçons.

A produção do evento pode optar por um cardápio único ou pratos variados, sendo que cada convidado escolherá a opção que mais lhe agrada. Outra opção é oferecer um coquetel de entrada, seguido por um serviço à francesa.

Depois de considerar esses aspectos, o horário é o fator mais importante para definir um cardápio apropriado:

Recomendamos também a leitura do post sobre Catering em eventos

Como definir o buffet para eventos corporativos de acordo com o horário?

Eventos matinais

Caso seu evento se inicie às 8h da manhã, por exemplo, seria de bom tom receber os convidados com um café da manhã variado e caprichado. Frutas, pães e seus acompanhamentos (ovos, geleia, manteiga, queijos…), bolos, biscoitos, chás, iogurte, leite, café.

Essas opções caem muito bem para o horário em questão. Dependendo do local escolhido, pondere a possibilidade de apresentar opções típicas. Em um evento no Nordeste, por exemplo, que tal servir tapioca quentinha no café da manhã?

Quanto aos eventos matinais, sempre é bom observar: se a previsão de término se estende além das 12 ou 13 horas, uma excelente opção é servir um brunch ou almoço.

Eventos vespertinos

Para o período da tarde, um coffee break é uma alternativa que agrada a todos e ajuda a driblar aquele momento improdutivo que muitas vezes acontece em eventos vespertinos, garantindo um ânimo aos participantes.

A proposta pode ser parecida com a do café da manhã, mas um pouco mais restrita. Frutas, iogurte, pães, frios, sucos e aquele café preto que afasta o sono são itens simples e que obtêm grande aceitação do público.

Eventos noturnos

A noite, em si, já pede um pouco mais de requinte. O clima mais fresco dá margem para cardápios variadíssimos, que vão desde opções leves até pratos calóricos e sofisticados, dependendo do clima e da ocasião.

Embora seja o horário perfeito para um serviço à francesa, por exemplo, a empresa também pode apostar na informalidade. E para quem pensa que não é possível ter glamour em um ambiente informal, isso é um tremendo engano.

Tanto é possível oferecer salgados mais simples em um coquetel quanto ousar com as chamadas finger foods — taças de camarões, espetos de lagosta, escondidinhos de mariscos servidos em cumbucas podem garantir elegância mesmo com seus convidados em pé e comendo com as mãos.

Congressos e Conferências

Devido à longa duração, congressos e conferências exigem um planejamento mais detalhado. As pessoas permanecerão ali por vários dias e por isso, é importante pensar que a quantidade de comida precisa ser suficiente para suprir todas as necessidades dos convidados.

Além disso, é preciso garantir uma variedade que deixe o cardápio apetitoso e atenda quem possui hábitos diferentes ou restrições alimentares específicas.

A verdade é que a definição de um cardápio para eventos exige atenção a tantos detalhes que uma opção bastante interessante é a contratação de uma empresa especializada.

A experiência em atender a esse tipo de demanda, conhecimento dos itens que agradam o público em geral, o contato com fornecedores e outros aspectos tornam essa alternativa muito vantajosa, tanto financeiramente quanto por uma questão de planejamento.

É importante que o contratado seja especializado em eventos corporativos e que apresente referências. Conversar com outros clientes pode ajudá-lo a contratar empresas que cumprem o que prometem, oferecem um cardápio variado e de qualidade, com um serviço correspondente à proposta da empresa.

Como a Copastur pode ajudar nos eventos 

A Copastur é especialista na organização de eventos corporativos e possui uma lista completa de fornecedores de confiança, que podem atender aos diferentes perfis de eventos.

Assim, conseguimos cuidar de detalhes como logística, buffet, decoração, entre outros, enquanto que os organizadores podem se ocupar da parte estratégica.

Confira agora mesmo os serviços da consultoria de eventos da Copastur e saiba como podemos ajudar!

Posts Relacionados

Rolar para cima