Mercado Offshore — Como Funciona a Agência Reguladora do Petróleo?

Copastur bannerPowered by Rock Convert

Bastante falada nos noticiários de todo o país, a Agência Reguladora do Petróleo (ANP) é o principal órgão relacionado ao mercado offshore. Ela tem diversas funções, inclusive as de autorizar licitações para a exploração do recurso e acompanhar o preço dos combustíveis.

A ANP não é a única agência reguladora do país. Existem outras entidades similares, mas em outros setores, como a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Entenda melhor esse assunto, principalmente no que diz respeito ao segmento petrolífero!

O que é uma agência reguladora?

Para entender o que uma agência reguladora faz é bastante simples, até porque, o próprio termo já dá uma noção. Essas entidades, que fazem parte do governo, tem como objetivos principais fiscalizar e controlar serviços de interesse público.

Nesse sentido, as agências reguladoras têm como principais funções:

  • elaborar normas para o setor em que atuam;
  • fiscalizar o cumprimento dessas regras;
  • defender os direitos do consumidor;
  • incentivar a concorrência e evitar o monopólio de uma empresa.

Como funciona a Agência Reguladora do Petróleo?

A Agência Reguladora do Petróleo (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) foi implantada por decreto no ano de 1998. Ela é uma autarquia federal e está vinculada ao Ministério de Minas e Energias.

Em geral, ela é citada quando acontece alguma mudança de preço nos combustíveis. Porém, o papel da Agência Reguladora do Petróleo vai muito além disso. A entidade ainda:

  • promove estudos geológicos para identificar acervos petrolíferos;
  • calcula o valor dos royalties a serem pagos aos municípios e à União pela exploração do recurso;
  • autoriza e fiscaliza as atividades de refino, importação e exportação de biocombustíveis;
  • determina as especificações técnicas para monitorar os produtos que serão comercializados.

Como o próprio órgão se descreve, a ANP tem atuação “do poço ao posto”, ou seja, desde a produção do combustível até que ele seja vendido nas bombas. Durante todo o processo, a entidade regula mais de 110 mil empresas.

Boa parte das mudanças que estão sendo feitas no mercado offshore se devem à agência reguladora. O Brasil está intensificando uma série de ações para abrir o segmento a novos agentes.

Entre as medidas para destravar investimentos estão:

  • novas rodadas de licitações;
  • melhoria dos contratos de concessão;
  • estímulo ao aumento da vida útil de petróleo de gás;
  • fomento a investimentos em toda a cadeia produtiva;
  • oferta permanente de áreas.

Quer entender melhor como funciona o mercado de offshore? Veja outros conteúdos no blog da Copastur!

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco
We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste