A Rotina e os Desafios do Gestor Financeiro de uma Grande Empresa

Cuidar das contas a pagar e a receber, identificar o lucro em cada período e planejar o uso e a distribuição de recursos de maneira adequada são apenas algumas das atribuições do gestor financeiro de uma empresa. 

E quando se fala em uma grande organização, a atuação desse profissional é ainda mais complexa e necessária, uma vez que esse tipo de negócio tem stakeholders como acionistas, lida com grandes quantias e possui uma atuação de amplo alcance.

Quer conhecer melhor a rotina e os desafios de um gestor financeiro e saber como é possível atuar de maneira mais eficiente? Então continue lendo o artigo!

Como é a rotina de um gestor financeiro?

Por integrar um setor considerado crucial em qualquer empresa, as atividades de um gestor financeiro devem não apenas ser bem estruturadas e integradas, mas também estratégicas. 

Na rotina desse profissional, boa parte de suas tarefas envolve a produção de dados de análise financeira, como fluxo de caixa e relatórios, elaboração de relatórios financeiros de Demonstração de Resultado do Exercício (DRE), que avaliam se o negócio está ou não tendo prejuízos.

Será a partir de dados como esses que a empresa poderá traçar táticas cada vez mais eficazes de otimização e redução de gastos. Uma vez estabelecidas novas diretrizes internas, também será papel do gestor financeiro desenhar e orientar a implantação das políticas de corte de custos em diferentes setores.

Além disso, é esse gestor que administra:

  • aplicações financeiras;
  • transações bancárias;
  • e a disponibilidade geral de recursos da empresa. 

A análise de dados de diferentes setores aliada a uma avaliação dos objetivos estratégicos do negócio é outra atividade importante desse profissional. Diante dos resultados obtidos, ele será capaz de identificar o que vem dando certo financeiramente e o que não está funcionando, indicando a partir daí as mudanças necessárias.

Frequentemente, o gestor financeiro realiza reuniões com gerentes de outros setores e também com a alta cúpula da empresa para prestar contas, discutir o orçamento, apresentar resultados e formular novas estratégias.

Quais são os desafios das rotinas financeiras?

Se o fato de manter as finanças em equilíbrio já não é nada simples em uma empresa pequena, dá para imaginar que em uma grande organização essa é uma tarefa ainda mais desafiadora, não é mesmo? Veja quais são alguns dos principais desafios encarados por esse profissional:

Atender a demandas simultâneas

Uma grande empresa é composta por diversos setores, exercendo atividades que envolvem desde o planejamento de ações até o atendimento ao cliente. Em geral, todos esses departamentos possuem demandas específicas e, principalmente, compartimentadas. Isso significa que o setor de RH precisa de um orçamento diferente do setor de Pesquisa e Inovação, por exemplo. 

O problema é que essa conta dificilmente fecha quando a intenção é atender simultaneamente a todas as demandas. Por isso, um dos principais desafios do gestor financeiro consiste justamente em ser capaz de equilibrar as necessidades de todos os setores e saber o que deve priorizar a cada momento.

Identificar e diminuir os riscos

O gestor financeiro também deve planejar adequadamente as movimentações do negócio para assegurar, na medida do possível, segurança e estabilidade. No Brasil, a flutuação de indicadores como inflação e taxa de juros torna mais difícil identificar e planejar cenários a médio e longo prazos. 

Com isso, um dos maiores desafios para o gestor de uma grande empresa é ser capaz de fazer previsões que vislumbrem o futuro com a precisão necessária a fim de não prejudicar os cofres da empresa.

Apoiar a tomada de decisão

Parte da necessidade de realizar um planejamento assertivo está relacionada ao fato de que o trabalho do gestor fornece suporte à tomada de decisões da empresa. Assim, esse profissional precisa conhecer profundamente o mercado no qual o negócio está inserido, além de compreender seus objetivos e seu histórico, de modo a garantir uma contribuição realmente eficaz e relevante.

Adaptar-se ao mercado

O mercado mundial vem mudando cada vez mais rapidamente, especialmente com o uso crescente da tecnologia e a intensa conexão promovida pela globalização. E o gestor financeiro precisa estar sempre pronto para lidar com essas mudanças de maneira assertiva e dinâmica. 

Tal desafio consiste não apenas em se manter atualizado, mas também em estar preparado para se adaptar repentinamente a panoramas que podem surgir no mercado.

Precificar corretamente produtos e serviços

Outro grande desafio encarado por esse profissional é a precificação correta dos produtos. Nesse caso, é preciso equilibrar os lados da balança: o preço dos produtos e serviços oferecidos deve ser lucrativo o bastante para que a empresa cresça, mas competitivo o suficiente para que a marca tenha bom posicionamento no mercado. 

E para essa estratégia ser colocada em prática, o gestor deve levar em consideração uma série de fatores e variáveis.

Como vencer esses desafios?

Embora consideráveis, os desafios do gestor financeiro de uma grande empresa definitivamente não são insuperáveis. Para conseguir driblar essas dificuldades da rotina financeira, algumas dicas podem ser colocadas em prática. Confira:

  • manter registros atualizados: registrar e identificar todas as movimentações financeiras, tanto para ter uma análise mais relevante como para prestar contas adequadamente;
  • controlar indicadores: manter controle sobre indicadores de mercado e da concorrência, além de ajustar os gastos financeiros e a precificação conforme a necessidade;
  • integrar setores: favorecer a integração de setores e estimular a comunicação, de modo a conseguir dados mais relevantes para os objetivos do negócio;
  • organizar-se: manter tudo o mais organizado possível, de modo a evitar erros causados por possíveis perdas, danos e rasuras de documentos;
  • estudar a concorrência: conhecer os desafios de outros gestores e líderes, identificando oportunidades para se aprimorar e oferecer melhores resultados à empresa;
  • fazer uso da tecnologia: estar pronto para usar a tecnologia como aliada da gestão, constantemente pesquisando novas ferramentas e softwares;
  • qualificar-se continuamente para enfrentar os diversos desafios que surgem no caminho de uma gestão de qualidade.

Invista em eventos corporativos

O gestor financeiro precisa considerar os eventos corporativos como forma de desenvolvimento para a empresa, portanto investir nessa área é fundamental. Dar a possibilidade dos colaboradores participarem desses encontros permite a troca de conhecimento, desenvolvimento de networking e novas parcerias. 

Atualmente, muitos eventos são híbridos, ou seja, realizados presencialmente e virtualmente ao mesmo tempo. Isso permite oferecer para os funcionários o acesso a muitas palestras, workshops e contatos. Não veja isso como despesa, mas como um investimento para o futuro da empresa.

Afinal, o colaborador mais capacitado e satisfeito com a organização tende a permanecer trabalhando no mesmo local e tem um desempenho melhor.

Desenvolva campanhas de incentivo

Outro fator imprescindível é a criação de programas de incentivo. A motivação leva as equipes a produzirem mais e com maior qualidade. Para isso, as pessoas precisam de incentivo, premiações e reconhecimento. A colaboração entre os funcionários será ainda maior se eles souberem que vão receber um bônus se atingirem as metas da empresa.

Esse bônus pode ser diversas coisas, até uma viagem, por exemplo. Não significa que as pessoas vão trabalhar só por conta do prêmio — para isso sua empresa precisa continuar oferecendo um bom clima organizacional —, mas será um adicional. 

Ações de live marketing

A estratégia de live marketing pode ser utilizada como ação promocional para estimular as experiências sensoriais que sejam marcantes para os consumidores, gerando mais engajamento. Pode ser tanto uma forma de atrair atenção do público consumidor, mas também como endomarketing, ou seja, para despertar o envolvimento dos colaboradores.

Geralmente, as empresas usam o live marketing para aumentar o reconhecimento da marca (brand awareness). Dessa forma, os clientes enxergam tudo o que ela tem a oferecer e sentem mais confiança em adquirir o produto ou serviço. Fazer campanhas de ativação em eventos, por exemplo, é uma ótima oportunidade para implementar esse tipo de estratégia.

Sem dúvida, o papel do gestor financeiro de uma grande empresa não é livre de desafios, mas é indispensável para o sucesso e a continuidade do negócio, embora não seja possível eliminar os obstáculos por completo, aderindo a boas práticas diárias é sim possível se tornar um gestor cada vez mais eficiente e capacitado.

São muitos os desafios na rotina desse profissional, principalmente quando se trata de organizar eventos corporativos e viagens de incentivo. Por isso, a Copastur considera todos esses pontos e oferece soluções tecnológicas e inovadoras para você, gestor, que é responsável por organizar e controlar esses setores. 

Afinal, como controlar as despesas e escolher as melhores opções para proporcionar uma ótima experiência de viagens corporativas para os colaboradores e ao mesmo tempo aumentar o saving da empresa? Com a ajuda da Copastur você alcança esses objetivos e consegue oferecer a grande quantidade de colaboradores a melhor experiência.

Quer reduzir os custos de viagens corporativas e de incentivo para a sua empresa? Confira as soluções da Copastur

About the author

Formado em Administração de empresas e MBA em marketing, possui 15 anos de experiencia no mercado de viagens e ampla vivencia internacional.

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco
We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste