Como gerar receita com eventos corporativos?

Realizar eventos corporativos é uma excelente estratégia de marketing que ajuda a fortalecer a imagem da empresa no mercado. Mas, para que as ações sejam sustentáveis e não acarretem em prejuízos, é preciso encontrar formas de gerar receita com elas.

Isso mesmo, não é preciso que os eventos gerem somente despesas e não recorrência apenas por serem gratuitos. Shows em áreas verdes, aulas experimentais ou palestras podem ter uma contrapartida indireta, que compensem os gastos, otimizando o budget reservado ao acontecimento.

Acompanhe este artigo e saiba como rentabilizar eventos corporativos, aproveitando também essa excelente oportunidade de negócios!

A força dos eventos corporativos

Há quem pense que eventos corporativos são fontes de gastos desnecessários e que não há necessidade de investir tempo e recursos nisso, sobretudo em momentos de crise.

Na verdade, é justamente o contrário. Em épocas de poucos negócios, chamar a atenção para a empresa com um evento fortalece sua presença no mercado junto à memória dos clientes e ajuda a dar um incremento no faturamento.

Esses momentos permitem que a empresa se mostre a um público grande, em um espaço mais próximo e pessoal. Retirando a barreira da formalidade (por estar fora do ambiente tradicional de negócios), o poder de influência da marca aumenta, pois o cliente “baixa a guarda” e fica mais aberto à conversa de igual para igual. O poder de fidelização de um evento é imenso.

E mesmo os eventos internos trazem benefícios, pois renovam a motivação da equipe, aproximam os funcionários e despertam novamente o senso adormecido de colaboração e comprometimento.

A empresa cria uma cultura organizacional participativa e um vínculo positivo muito forte com sua equipe.

No fim das contas, o marketing — tanto para o público interno quanto para o externo —  é extremamente favorecido quando há um calendário de eventos bem estruturado.

Os tipos de eventos que podem ser realizados

Se você não imagina que tipo de eventos pode ser produzido, saiba que há um bom leque de opções. Para escolher o mais adequado, leve em conta a época do ano, os objetivos do evento e o público-alvo.

  • Cafés empresariais, voltados para o público externo, são uma boa iniciativa para fechar parcerias e novos contratos, ou para atender clientes corporativos;
  • workshops conquistam, pois oferecem conhecimento prático. São úteis para aumentar o domínio dos times internos sobre assuntos profissionais, aproximar o público de um conteúdo de interesse ou para demonstrar uma nova ferramenta;
  • feiras, que focam especialmente em prospecção e fidelização de clientes, são excelentes estratégias de marketing;
  • seminários, presididos por palestrantes do setor, servem para abrir debates sobre assuntos de interesse do mercado de atuação da empresa;
  • lançamentos de produtos e serviços são momentos excelentes, pois sempre chamam a atenção do público.

A importância da recorrência em eventos corporativos

Eventos mal planejados podem, sim, causar perda em vez de ganho. Caso sejam realizados por pessoas que não dominam o assunto, os custos provavelmente sairão bem maiores que o esperado.

Além disso, gerar recorrência, ou seja, conseguir retorno financeiro com um evento, faz com que ele se pague — se não completamente, pelo menos em parte, reduzindo os custos a um patamar bem inferior.

Muitas vezes, as ações tomadas para obter retorno com o evento o transformam num momento ímpar, que vai bem além de um encontro sem surpresas.

Não se pode tomar decisões dentro de uma empresa sem projetar o resultado que elas devem trazer. Se, indiretamente, ele é dado pelo aumento na produtividade (quando é interno) ou no volume de negócios (se externo), por outro lado, é possível que seja também uma fonte direta de lucros, capaz de melhorar a rentabilidade da organização.

Os caminhos para aumentar o lucro da empresa nas ações

Há diversas formas de rentabilizar eventos e aumentar a margem de lucro da empresa com essas ações.

Confira, a seguir, algumas opções, mas não se limite a elas. Observe, de acordo com o que o mercado e a concorrência oferecem, oportunidades de fazer algo diferenciado, que o público ainda não experimentou. Vamos lá?

Buscar patrocínios

O patrocínio é uma forma direta de financiar eventos. Busque-o junto a empresas que tenham alguma ligação com seu ramo e que possam se beneficiar da divulgação que será feita em contrapartida à colaboração.

Para abrir portas, prepare uma apresentação da empresa e do evento em que conste:

  • o tipo de evento a ser realizado;
  • os objetivos e a abrangência dele;
  • o público esperado para a data;
  • o histórico de outros eventos já realizados;
  • os ganhos potenciais do patrocinador com a parceria.

Prepare-se para o momento e fortaleça a argumentação, pois quanto mais firmeza e entusiasmo demonstrar, mais fácil conseguirá apoiadores.

Oferecer serviços VIP

Sempre existem aqueles clientes dispostos a pagar mais para obter exclusividade ou benefícios extras, concorda? Além disso, alguém que paga por serviços VIP reduz as chances de faltar ao evento, já que gastou com ele.

Uma dica é oferecer dois tipos de inscrições:

  • gratuitas, sem que nada seja cobrado do participante;
  • pagas, mas com a cobrança de um valor simbólico, que garanta algum benefício, como a dispensa de enfrentar filas.

Se você cobrar R$ 20,00 e tiver 150 inscrições pagas em um evento, já contará com R$ 3.000,00 que não existiam antes.

Permitir inscrições antecipadas

Prepare uma apresentação do que estará à venda ou disponível durante o evento e ofereça diferentes planos para inscrições antecipadas. Por exemplo, entrar por um acesso específico ou ter direito às primeiras fileiras são comodidades simples, mas que conquistam.

Que tal também vender comida e bebida antecipadamente? Para um participante, perder o tempo reservado ao evento esperando ser atendido em um quiosque de alimentação não é nada proveitoso.

Essa é outra estratégia que ajuda a engajar o cliente e amplia as chances de ele comparecer, já que estará se comprometendo financeiramente com a data.

Vender produtos e serviços

Essa é uma das formas mais diretas e práticas de rentabilizar um evento, mesmo que gratuito. Há diversas possibilidades de trabalhar isso, incluindo vendas de:

  • lembranças (camisas, chaveiros, bonés etc.) quando se tratar de eventos temáticos;
  • produtos da própria marca;
  • comidas e bebidas;
  • experiências em jogos eletrônicos ou com recursos tecnológicos;
  • produtos de terceiros, mediante acordo de participação do evento, entre outras opções.

As vendas de produtos e serviços também podem ser oferecidas no ato da inscrição, assim como os serviços VIP, diminuindo o risco de não comparecimento.

Se você acha que pode ser negativo oferecer seus próprios produtos e serviços no evento, limite-se às demais opções. Mas lembre-se de incluir demonstrações, especialmente em se tratando de lançamentos, para gerar interesse e compras posteriores ao momento.

Não esqueça que quem se inscreve no evento tem interesse no tema, portanto, é um cliente em potencial. Por isso, pense de forma estratégica e exponha sua empresa e tudo o que ela tem a oferecer, de forma amigável, sem forçar o momento. Prender a atenção do prospect é algo que vai acontecer naturalmente.

Para que você consiga gerar receita nos eventos corporativos, conte com um planejamento eficiente e feito com tempo suficiente para que tudo saia da melhor forma possível. Mas não deixe de focar nessa possibilidade, já que ela pode ser parte do planejamento estratégico e melhorar os resultados do negócio.

Que tal trocar uma ideia com colegas da sua área? Compartilhe este post nas suas redes sociais e descubra novas formas de rentabilizar seus eventos!

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco
We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste