Eventos corporativos internos: principais tipos e como organizar com sucesso

Compartilhe este conteúdo:
11 min restantes

Os eventos corporativos internos têm um papel fundamental no fortalecimento da cultura organizacional. Dentre outros benefícios, ajudam no engajamento dos colaboradores, estimulam a criatividade, promovem o trabalho em equipe e, acima de tudo, celebram o sucesso da organização.

Está sem tempo de ler agora? Que tal ouvir o artigo? Experimente dar o play abaixo ou fazer o download para ouvir offline!

De acordo com estudo da Skift, 46% das equipes de eventos revelaram que planejam realizar até 5 eventos internos anualmente.

Existem diversos tipos de eventos internos, desde confraternizações e happy hours até treinamentos e workshops. Cada um tem um objetivo específico e pode ser adaptado às necessidades da sua empresa.

Neste texto, iremos nos aprofundar nos eventos corporativos internos, trazendo uma visão do conceito, tipos, vantagens e como organizar. Acompanhe a leitura!

O que são eventos internos?

 

Um evento interno é um encontro planejado e organizado por uma empresa ou instituição para um público específico, que pode ser composto por colaboradores, parceiros, clientes ou outros stakeholders, com o objetivo de:

  • Promover a interação entre os membros da equipe;
  • Fortalecer a cultura organizacional;
  • Transmitir informações importantes;
  • Capacitar os colaboradores;
  • Celebrar conquistas;
  • Discutir questões sobre a organização. 

Geralmente, esses eventos são estruturados e executados pela equipe de recursos humanos, pelo departamento de comunicação ou por uma empresa especializada em gestão de eventos corporativos.

Leitura recomendada: Evento corporativo: 8 questões a serem consideradas na organização

6 principais tipos de eventos corporativos internos

 

Os eventos corporativos internos podem assumir uma variedade de formas, cada uma com seus objetivos específicos e formatos distintos. Dentre os tipos mais comuns, estão:

1. Confraternização

 

Visa promover a integração e o relacionamento entre os colaboradores, criando um ambiente mais descontraído e informal. 

Exemplo: Happy hour, festa de fim de ano, piquenique etc.

2. Treinamento e desenvolvimento

 

Tem como objetivo aprimorar as habilidades e conhecimentos dos colaboradores, contribuindo para o crescimento profissional e pessoal. 

Exemplo: palestras, workshops, cursos, treinamentos técnicos etc.

3. Lançamento de produtos

 

Apresenta um novo produto ou serviço para o público interno, gerando entusiasmo e conhecimento sobre suas características e benefícios.

Exemplos: evento de lançamento, apresentação para colaboradores, degustação etc.

4. Reunião de planejamento

 

Reúne os colaboradores para discutir e definir metas, estratégias e planos de ação para o futuro da empresa. 

Exemplos: reunião estratégica, brainstorming, workshop de planejamento etc.

5. Palestra motivacional

 

Visa inspirar e motivar os colaboradores, geralmente com a participação de palestrantes renomados. 

Exemplos: palestra sobre liderança, palestra sobre resiliência, palestra sobre inovação etc.

6. Evento de reconhecimento

 

Após campanhas de incentivo, o evento de reconhecimento celebra o sucesso e reconhece o trabalho dos colaboradores, aumentando o engajamento e a produtividade. 

Exemplos: premiação de colaboradores, entrega de certificados, festa de reconhecimento etc.

Descubra os benefícios dos eventos corporativos internos

 

Os eventos corporativos internos, quando bem planejados e executados, podem trazer diversas vantagens para as empresas, impactando positivamente o ambiente de trabalho e os resultados do negócio. 

Abaixo listamos alguns dos principais benefícios. Confira!

1. Ambiente de trabalho agradável

 

O clima organizacional interfere nos níveis de produtividade, porque determina como os funcionários se sentem ou se relacionam com o local de trabalho. Logo, se o ambiente não é agradável ou gera poucos estímulos, o desempenho das equipes tende a cair. 

Para se ter uma ideia, os colaboradores felizes se tornam, em média, 31% mais produtivos e são 3 vezes mais criativos, segundo estudo da Universidade da Califórnia.

Neste cenário, este problema pode ser contornado com a realização de eventos corporativos internos. As atividades devem ter como foco a quebra da rotina dentro da empresa, que muitas vezes fica maçante e tediosa. Vale propor ações variadas com frequência para que os funcionários percebam que não estão indo ao local apenas para trabalhar.

Nesse processo, é importante que os organizadores se preocupem com a experiência do público da mesma maneira que fariam em eventos externos. Isso porque a percepção dos participantes deve ser sempre positiva, ou seja, gerar satisfação.

Leia também: Customer experience: o que é e como ele ajuda nos eventos?

2. Integração entre as equipes

 

Ainda que se divida em setores, uma empresa depende do trabalho conjunto de diversos departamentos. Afinal, qualquer falha na comunicação ou desentendimento que envolva dois ou mais profissionais tende a prejudicar os processos internos.

Nesse sentido, os eventos também se tornam ótimas oportunidades para estreitar relacionamentos. Com a abordagem correta e garantia da participação de todos, é possível estimular a integração entre os funcionários e seus superiores.

Confraternizações em datas sazonais ou festas de final de ano são ótimas opções para aproximar pessoas. Isso porque são mais descontraídas e permitem que o principal objetivo do encontro seja realmente o fortalecimento de vínculos.

3. Aumento da motivação e engajamento

 

Um colaborador que percebe os esforços da empresa em garantir a satisfação dos funcionários passa a olhar para o ambiente de trabalho com outros olhos. Ele se sente valorizado com a situação e, consequentemente, estimulado a dar um retorno positivo.

Podemos apontar o planejamento de eventos corporativos internos como uma das melhores maneiras de mostrar que a organização se importa com os colaboradores.

Nesses casos, iniciativas voltadas para o aprendizado e atualização, bem como ações para a premiação de funcionários, costumam funcionar muito bem. Atividades que permitam sair da rotina ou que contribuam para o bem-estar também são positivas. 

Para fazer com que as equipes entrem no clima antes do encontro, vale apostar no engajamento pré-evento, atraindo a atenção com a divulgação das ações que serão realizadas e os detalhes da programação.

4. Alinhamento de comportamentos ou metas

 

Não adianta garantir a colaboração entre equipes se cada grupo de trabalho realiza as atividades de maneira distinta. Para ter sucesso no alcance dos objetivos, as pessoas devem alinhar processos e seguir alguns padrões de comportamento.

Os eventos internos podem ser aproveitados para reforçar as práticas desejadas e as ações a serem evitadas dentro do ambiente de trabalho. Em alguns encontros, os gestores têm a oportunidade de rever o código de conduta organizacional com os funcionários, especialmente aqueles que estão começando dentro da empresa.

A iniciativa permite que os colaboradores participem não apenas de uma atividade diferente, mas também dá abertura para que as equipes tirem dúvidas e se mantenham informadas sobre qualquer atualização de norma/regra interna.

5. Desenvolvimento dos profissionais

 

Cursos, congressos, treinamentos e palestras são ótimas ações para desenvolver novas competências, compartilhar conhecimentos e aprimorar habilidades dos funcionários. Portanto, além de planejar eventos criativos, a empresa também deve pensar em atividades que tenham como finalidade a capacitação das equipes.

As programações voltadas para o preparo de profissionais podem ser aplicadas no próprio local de trabalho, dentro de instituições especializadas ou em outros espaços específicos para este fim.

O importante é que o grupo envolvido seja composto apenas por pessoas que tiverem alguma relação com a empresa. Dessa forma, o encontro será totalmente focado na definição de estratégias benéficas para o negócio.

6. Redução de ruídos na comunicação

 

Nem sempre é possível manter uma comunicação clara e direta entre profissionais de diversos setores. O problema é que pequenas falhas nesse processo tendem a resultar em desentendimentos ou erros que impactam os resultados da empresa.

Nesse contexto, pode ser vantajoso tratar os eventos corporativos internos como momentos informativos. Seja como uma extensa atividade ou um rápido encontro de negócios, o objetivo deve ser manter os colaboradores cientes de todos os processos que estão em andamento na empresa.

É claro que, como evento, a programação pode ser mais descontraída. O importante é garantir que, de tempos em tempos, as pessoas consigam se encontrar para discutir processos, prazos e propostas de melhorias.

7. Reforço da identidade corporativa

 

Esse é um grande benefício para a empresa, porque vai além da reputação e credibilidade interna, mas tem relação com a exposição da imagem da marca para o mercado — ou seja, para seus clientes e parceiros. Podemos dizer, inclusive, que essa identidade corporativa é resultado da realização de todos os tipos de eventos internos e externos.

Encontros planejados e com objetivos específicos têm o poder de construir e manter a verdadeira identidade da empresa. A partir de atividades realizadas com os funcionários, é possível reforçar conceitos que estruturam a organização e, assim, garantir que todos os colaboradores estejam alinhados com a missão, visão e valores estabelecidos.

Dessa forma, é possível também aumentar o potencial de atração e retenção de talentos dentro da empresa.

Como organizar um evento interno

 

Organizar um evento corporativo interno pode ser uma tarefa desafiadora. No entanto, com a abordagem certa, você pode assegurar que tudo ocorra sem problemas e que o público tenha uma experiência agradável e produtiva. Veja um passo a passo:

1. Defina o objetivo e o público-alvo do evento

 

O primeiro passo na organização de um evento corporativo interno é definir seu objetivo e público-alvo. Isso ajudará a determinar o tipo de evento, a localização, o orçamento e os convidados. 

Por exemplo, se o objetivo é fortalecer a cultura da empresa, o evento pode ser uma atividade de team building. Se o público-alvo for os principais executivos, o evento pode ser uma reunião estratégica ou um jantar de gala. Definir claramente o objetivo e o público-alvo ajudará a garantir que o evento seja bem-sucedido e atinja suas finalidades.

2. Escolha uma equipe de planejamento e delegue tarefas específicas

 

Para a realização do evento interno, é importante contar com o apoio de funcionários de RH, marketing, logística e até mesmo finanças. Afinal, são profissionais com diferentes tipos de habilidades e experiências que são úteis no planejamento e estruturação do encontro.

A partir disso, delegue tarefas específicas a cada colaborador e estabeleça uma linha de comunicação clara e eficiente para que todos estejam na mesma página. É importante manter a equipe motivada e engajada durante todo o processo de planejamento.

3. Escolha uma localização adequada

 

A localização deve atender às necessidades do evento e ao número de convidados. Além disso, deve ser fácil de acessar e oferecer instalações adequadas, como equipamentos de áudio e vídeo, internet de alta velocidade e estacionamento.

Se o evento for grande, pode ser necessário alugar um local externo, como um hotel ou um centro de convenções. Se o evento for pequeno, talvez seja possível realizar no ambiente de trabalho.

4. Planeje a logística

 

Planeje o transporte, o estacionamento, a alimentação e as instalações com antecedência. Se os convidados virem de fora da cidade, é importante fornecer informações sobre o transporte e a hospedagem

Se o evento for longo, é importante fornecer alimentos e bebidas saudáveis e acomodações para os convidados. Além disso, é importante garantir que as instalações estejam limpas, bem conservadas e com acessibilidade a pessoas com deficiência.

5. Promova o evento e colete feedback

 

Para que o evento seja bem-sucedido, é importante promovê-lo entre os funcionários. Use diferentes canais de comunicação, como e-mail, intranet e redes sociais, para divulgar o evento e fornecer informações detalhadas sobre o local, a hora e o objetivo do evento. 

Também é importante realizar uma pesquisa de satisfação pós-evento com os funcionários para avaliar o sucesso do encontro e identificar áreas para melhoria. Utilize formulários de feedback online ou entrevistas pessoais para coletar informações detalhadas sobre a experiência dos funcionários no evento.

O documento apontará os principais erros e acertos da estratégia e servirá como um guia para o planejamento dos próximos encontros.

Como a Copastur pode ajudar sua empresa nos eventos corporativos internos

 

Imagine só realizar na sua empresa toda essa organização, planejamento, acompanhamento e análise dos resultados em eventos corporativos internos. 

Certamente, é algo muito trabalhoso, que demanda muitos esforços e tempo dos colaboradores, além de tirar o foco da equipe para ações mais estratégicas.

Para auxiliar seu negócio em toda estrutura, logística e gestão de eventos internos e externos, sejam eles workshops, conferências, feiras de negócios, confraternizações, entre outros, conte com a Copastur.

Temos uma equipe experiente e especializada para atuar de ponta a ponta na operação de um evento corporativo, fazendo a gestão completa e garantindo que os encontros sejam um sucesso.

Conheça os serviços da agência de eventos corporativos da Copastur e veja como podemos ajudar a sua empresa!

Posts Relacionados

Rolar para cima