Gestor de Viagens Corporativas — Entenda o Que Ele Faz

As empresas que necessitam que seus colaboradores façam constantes deslocamentos nacionais e internacionais têm plena consciência do quão complexo e oneroso pode ser o processo de organização de uma viagem corporativa. Portanto, o papel do gestor de viagens corporativas é uma responsabilidade muito grande, entre muitas funções, ele acompanha, controla e minimiza custos. 

 

Afinal, os gastos relacionados a viagens de negócios podem chegar a representar uma das maiores despesas dentro das instituições. Por conta disso, é essencial ter à disposição o auxílio de um profissional especializado, capaz de otimizar a realização desses deslocamentos, obtendo sempre os melhores resultados. 

 

Esse profissional é essencial em diversas áreas que envolvem uma viagem corporativa. Veja no exemplo: 

gestor-de-viagens

Continue lendo para entender melhor as principais funções desse gestor!

 

Qual a função do gestor de viagens corporativas?

O gestor de viagens corporativas é responsável por alinhar a estratégia e a realização das viagens de negócios às necessidades e da empresa, atendo-se às regras de políticas de viagens e à busca pela melhor relação entre custo e benefício. 

 

Quer compreender melhor qual é o papel de um gestor de viagens corporativas? Então confira a seguir algumas de suas principais atribuições e descubra por que esse profissional é tão importante dentro das empresas!

 

Controle de custos

Um dos grandes desafios que se apresentam ao gestor de viagens corporativas é ser capaz de realizar mais com menos. Em todas as etapas envolvidas na efetivação de uma viagem de negócios, o trabalho do gestor de viagens corporativas será o de, com base no orçamento disponibilizado pela empresa, encontrar a oferta mais vantajosa. 

 

Além disso, é função do gestor de viagem garantir que o custo global seja o mais econômico possível, num equilíbrio entre perfil da demanda, disponibilidade do produto adquirido com boas negociações, monitoramento de oportunidades e, principalmente, adesão à política de viagens.

 

Ele deve levar em conta tanto a organização como os viajantes no que se refere a condições de transporte aéreo e terrestre, hospedagem, locação de veículos e outros fatores inerentes ao sucesso de uma viagem. Seu objetivo é otimizar resultados, tendo como metas a segurança, o bem-estar e o conforto do passageiro, ao mesmo tempo em que também esteja estritamente de acordo com a cultura e as peculiaridades da empresa.

 

Planejamento de detalhes das viagens corporativas

Independentemente de ser nacional ou internacional, uma viagem sempre exige a devida atenção a inúmeros aspectos. O gestor de viagens corporativas é responsável pelo planejamento de toda a logística envolvida do início ao fim da viagem, pela segurança e por todos os processos, de uma forma global. 

 

A ele cabe, dentre outras diversas atribuições, a de negociar o contrato anual, de forma a obter bons acordos para todo o período fiscal. O gestor de viagens corporativas o gestor olha para os fornecedores de hotelaria, garantindo a adesão à política em cada nível de usuário da companhia.

 

Política de viagens corporativas

A política de viagens da empresa é de suma relevância por estabelecer as diretrizes dos deslocamentos corporativos realizados dentro e fora do território nacional. Sua elaboração deve estar em consonância com o perfil, os objetivos e as necessidades da instituição, buscando a padronização de procedimentos, com vistas à minimização de custos e à otimização de resultados. 

 

Na prática, a política de viagens corporativas não precisa resultar em um documento extenso e complexo, devendo apenas ser clara e abordar o máximo de detalhes possível. O gestor de viagens corporativas deve, portanto, incluir na política de viagens previsões acerca dos mais variados cenários, diminuindo assim as chances de conflitos, imprevistos e interpretações errôneas por parte dos colaboradores da instituição.

 

Uma das funções do gestor de viagens corporativas é fazer com que a política de viagens da empresa seja conhecida pelos funcionários e, acima de tudo, respeitada. Nesse âmbito, o gestor de viagens deve se certificar de que os funcionários da empresa estão a par das normas, conhecendo, por exemplo:

 

 

Ele precisa fazer com que todos os itens constantes de tal documento sejam respeitados e colocados em prática. À medida que os tópicos abordados pela política de viagens da organização são conhecidos pela equipe de colaboradores, torna-se mais fácil evitar problemas ou desconfortos por conta de sua implementação.

 

Tecnologia a favor da empresa

O uso das tecnologias de informação e comunicação pode facilitar bastante o trabalho do gestor de viagens corporativas, dessa forma, ajudando a empresa a economizar boas quantias de dinheiro. A Copastur, por exemplo, é especialista nesse quesito e possui inovações que atuam com esse objetivo, como o Travel Tech, Smart Saving, Online Booking Tool e o aplicativo Copastur On The Go.

 

Atualmente, é possível encontrar diversas plataformas on-line que oferecem a possibilidade de se obter os melhores preços na compra de passagens aéreas, providenciar o aluguel de veículos ou reservar hospedagem ao redor do mundo. Para isso, basta informar sua necessidade para fazer a comparação automática de preços e condições oferecidas por diversas empresas. 

 

Assim, encontrar o negócio mais vantajoso fica muito mais fácil! Utilizar serviços de reservas e check-in eletrônicos também são excelentes maneiras de economizar tempo, dinheiro e oferecer mais comodidade e segurança aos viajantes.

 

Análise e elaboração de relatórios

Analisar relatórios também faz parte das atribuições do gestor de viagens corporativas. É por meio desses documentos, afinal, que o profissional demonstrará em detalhes:

 

  • como se efetivou a hospedagem e o transporte;
  • quais foram as despesas ocasionadas pela viagem;
  • em que exatamente o dinheiro foi empregado;
  • quanto foi possível economizar;
  • dentre outras informações igualmente relevantes. 

 

Esses relatórios devem ser abrangentes e esclarecedores, a fim de ajudar na tomada de decisão a respeito de viagens futuras. Com base em dados, é papel também do gestor engajar usuários e aprovadores em prol do cumprimento da política de viagens e controle efetivo do budget.

 

Como você pôde ver, o gestor de viagens corporativas é um colaborador imprescindível no quadro de empresas que têm viagens como parte de seu cotidiano. É esse profissional que, ciente dos princípios que norteiam a política de viagens da empresa, estrategicamente auxilia na obtenção dos melhores resultados em viagens com o menor valor de despesas possível, ao mesmo tempo garantindo o padrão de qualidade dos serviços oferecidos aos viajantes.

 

Entendeu agora como é relevante o papel desempenhado pelo gestor de viagens corporativas dentro das empresas? Como seu negócio lida com a gestão de viagens hoje em dia? Quais são suas maiores dificuldades nesse setor neste momento de pandemia e gradual retomada? 

 

Veja no simulador de economia em viagens corporativas da Copastur o quanto você pode diminuir em suas despesas de viagens!

About the author

Formado em Administração de empresas e MBA em marketing, possui 15 anos de experiencia no mercado de viagens e ampla vivencia internacional.

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco
We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste