Turismo corporativo: o que você precisa saber

Copastur banner

O turismo é uma área que movimenta bilhões de reais não só no Brasil como no mundo todo ano após ano. E um dos segmentos mais movimentados desse setor é o turismo corporativo, afinal, são muitas as ocasiões em que as empresas precisam que seus colaboradores estejam em diferentes lugares (seja para participar de congressos, feiras, workshops ou para representarem a marca em reuniões importantes). Por essas e outras é que o turismo corporativo se tornou uma poderosa ferramenta no universo executivo.

Mas você por acaso sabe que esse setor apresenta uma série de características e finalidades próprias que precisam ser consideradas e respeitadas, a fim de que as empresas consigam extrair benefícios reais das viagens corporativas? Pois então continue a leitura e descubra por que o turismo corporativo é bem diferente do turismo de lazer, entenda por que ele tem tanta importância para as empresas e perceba como ele pode ajudar qualquer instituição a alcançar seus objetivos! Acompanhe:

O que diferencia o turismo corporativo do turismo de lazer?

Um dos principais aspectos que diferenciam o turismo corporativo do turismo de lazer é a finalidade. As viagens a passeio são realizadas com o intuito de proporcionar descanso, aventura e entretenimento aos viajantes. Mas disso você provavelmente já sabe, certo? E as viagens corporativas? Nesse caso, o objetivo maior é geralmente representar a empresa em determinada ocasião, que pode ser uma reunião, feira ou qualquer outro evento no qual a instituição necessite se fazer presente.

O turismo de lazer se baseia no perfil, nas necessidades e nos anseios do viajante. Nesse cenário, o indivíduo escolhe para onde deseja ir (seja sozinho ou acompanhado) e, de acordo com seu orçamento e suas preferências, decide como e quando pretende viajar e que tipo de hospedagem contratará. Assim, dentro de dos limites impostos por ele mesmo e por sua situação financeira, tem certa margem de liberdade para optar pelos tipos de comodidade que desejará ter ao longo da viagem.

O turismo corporativo, em contrapartida, é fundamentado prioritariamente nas necessidades estabelecidas pela empresa, devendo, portanto, ater-se a limitações de orçamento, bem como às diretrizes definidas na política de viagens corporativas da instituição. O funcionário não escolhe o destino para o qual deverá se deslocar e tampouco tem a oportunidade de garantir confortos adicionais, afinal, o objetivo fundamental é atender aos interesses da empresa, reduzir gastos e obter sempre a melhor relação possível entre custo e benefício junto a fornecedores. A viagem deve correr tranquilamente, proporcionando ao funcionário o conforto, a segurança e o bem-estar cabíveis, sem abusos ou desperdícios.

Nas viagens corporativas, tem-se uma previsão e os devidos acompanhamento e controle de todas despesas. Nesse caso, o colaborador que viaja precisa prestar contas a respeito de todos os seus gastos, informações que poderão ser utilizadas para a elaboração de relatórios a fim de que a empresa reformule suas estratégias de gestão de viagens. Descobrindo o que e como o dinheiro está sendo gasto, consegue-se pensar em formas de economizar ainda mais.

Qual o impacto do turismo corporativo para as empresas?

Bastante significativo, o impacto das ações relacionadas ao turismo corporativo é percebido tanto nos resultados que a empresa pode conquistar em decorrência das viagens corporativas quanto no reflexo que os gastos com tais viagens apresentam à sua saúde financeira.

Em certas organizações, as viagens corporativas podem chegar a representar uma de suas maiores despesas, provavelmente ficando atrás somente das oriundas dos valores despendidos com folha de pagamento de pessoal e tecnologia. Isso demonstra a urgente necessidade de se dedicar esforços em busca de economia de recursos financeiros, mas sem que haja perda da qualidade do serviço oferecido aos colaboradores submetidos aos deslocamentos em prol dos negócios.

E é aí que entra uma boa gestão de viagens corporativas, colaborando substancialmente com a otimização do turismo de negócios e fazendo com que a empresa alcance as metas estabelecidas, ao mesmo tempo em que cuidadosamente controla seu orçamento.

Como reduzir gastos com o turismo corporativo?

Estimular o turismo corporativo pode ser essencial para o desenvolvimento de qualquer empresa, afinal, aproveitar boas oportunidades pode requerer o envio de colaboradores, a qualquer tempo, para outros pontos do território nacional ou até mesmo para o exterior. Reuniões de negócios, treinamentos de alta relevância e muitos outros compromissos simplesmente não podem esperar.

Mas, para isso, é preciso que as viagens corporativas planejadas sejam capazes de se adequar ao orçamento da instituição. Assim, a presença de um gestor de viagens corporativas ganha crescente relevância. E isso é especialmente verdade em tempos de crise, em que oscilações no preço dos combustíveis, tarifas aéreas variáveis e valores praticados pelas redes hoteleiras ameaçam o equilíbrio financeiro das empresas que têm as viagens de negócios como parte de sua rotina.

Estruturar uma política de viagens corporativas ampla e adequada às necessidades do negócio se mostra como um dos caminhos para encontrar um meio-termo entre qualidade dos serviços prestados aos viajantes e bons custos. Entretanto, não basta simplesmente que a política de viagens corporativas exista! Ela precisa ser de fácil acesso e chegar ao conhecimento de todos os colaboradores da instituição, devendo ser integralmente implementada e seguida.

Desburocratizar os fluxos envolvidos no planejamento, na solicitação e na respectiva autorização de viagens corporativas também é um modo eficaz de conseguir fazer mais com menos. Não se esqueça que viagens programadas com antecedência costumam ser mais baratas por haver uma maior possibilidade de fazer comparações de preços e negociar descontos.

A adequada prestação de contas por parte dos viajantes e a elaboração de relatórios com base nos dados obtidos também pode facilitar o controle de despesas e aprimorar a forma com que a empresa lida com o orçamento destinado às viagens, redirecionando suas estratégias e maximizando resultados.

O turismo corporativo é uma área complexa, abrangente e fascinante, que auxilia as empresas a ampliar seu alcance e atingir seus objetivos. O segmento movimenta uma grande quantidade de dinheiro todos os anos, o que justifica a cada vez maior dedicação de esforços das instituições na compreensão do funcionamento da área e no aprimoramento de seus processos de gestão de viagens corporativas. Se sua empresa ainda não conhece as minúcias do turismo corporativo, vale a pena se informar e procurar ajuda especializada, pois isso pode significar melhores resultados e uma grandiosa economia no orçamento!

Agora que você já está mais por dentro do assunto, comente aqui e nos conte como sua empresa lida com as viagens corporativas hoje em dia! Compartilhe suas experiências conosco e enriqueça nosso post!

About the author

Formado em Administração de empresas e MBA em marketing, possui 15 anos de experiencia no mercado de viagens e ampla vivencia internacional.

SUA EMPRESA TAMBÉM PRECISA DE UMA GESTÃO INTELIGENTE DE VIAGENS?

Entre em contato para contratar nossos serviços

Fale Conosco

sidebar blog podcast saude mental

01 Banner 600x600px
03 Banner 600x600px
06 Banner 600x600px
Baixe nosso E book

We are using cookies to give you the best experience. You can find out more about which cookies we are using or switch them off in privacy settings.
AcceptPrivacy Settings

GDPR

  • teste

teste